=ūüėĪūüėĪūüėĪ Eu sa√≠ do arm√°rio e VOC√ä deve fazer o mesmo o mais r√°pido poss√≠vel!= A coisa mais comum ultimamente √© encontrar pessoas que criticam a forma como as coisas foram ou est√£o sendo feitas, mas elas mesmas n√£o fazem absolutamente NADA. O ponto aqui √© o seguinte: eu mesmo, fui por muito tempo aquele tipo de pessoa que assistia todo mundo fazendo as coisas, eu sempre fui uma pessoa muito cr√≠tica e por isso tinha muita opini√£o pra dar na performance dos outros. S√≥ que as pessoas N√ÉO EST√ÉO INTERESSADAS no que voc√™ tem a dizer A MENOS QUE voc√™ prove que tem conhecimento de causa e MERE√áA ser ouvido. E a √ļnica forma de provar isso √© tendo resultados! Na minha cabe√ßa sempre tive a ideia de que sempre havia algo a ser aperfei√ßoado e enquanto n√£o estivesse perfeito n√£o merecia ser mostrado a ningu√©m. * A dolorosa verdade...* Uma li√ß√£o que aprendi com isso √© que n√£o importa o quanto voc√™ saiba, o qu√£o bom voc√™ acredita que seja, se voc√™ n√£o PROVAR ningu√©m vai querer saber de voc√™. Nem seus amigos. Isso d√≥i, eu sei. Mas √© a mais pura verdade. *O resultado? * NENHUM! Eu sempre me considerava o cara que sabia muito mas que ningu√©m reconhecia. Hoje eu sei... Como eles poderiam reconhecer algo que eu nunca mostrava? Em 2015 descobri que isso tinha nome: S√ćNDROME DO IMPOSTOR! Em poucas palavras √© o eterno ato de achar que nunca se √© bom o bastante, que sempre tem algo a ser aprendido, que falta alguma coisa e por isso voc√™ sempre acaba se boicotando e protela o lan√ßamento dos seus projetos. A partir de Setembro de 2015 resolvi dar um basta nisso. Comecei a me reposicionar profissionalmente e mostrar ao mundo aquilo que eu sei que sou bom. Comecei timidamente mexendo na minha fanpage (mudei o nome dela, fiz posts mais diretos sobre o que eu estava come√ßando a fazer, escrevi textos de minha autoria com foco em performance de neg√≥cios, etc), configurei o meu canal do YouTube, fiz posts mais densos no Instagram... *Sa√≠ do arm√°rio profissional!* Os resultados come√ßaram a aparecer... em pouco mais de 4 meses eu posso afirmar que tive mais resultados do que nos √ļltimos 10 anos da minha vida. S√≥ que com um grande diferencial: Eu AMO o que eu fa√ßo e sei que sou bom nisso. A melhor coisa do mundo tem sido, pra mim, poder me expressar com liberdade total, sem medo de ser julgado e de errar. Aprendi que isso faz parte da vida. Sempre soube disso, s√≥ que na teoria, como a maioria das coisas at√© aqui na minha carreira: *Sabia muito na teoria, mas na pr√°tica...* Esse n√£o √© um texto de promo√ß√£o pessoal ou profissional e por isso n√£o vou ficar falando do que fa√ßo e dos resultados que obtive at√© aqui, se quiser saber mais me siga no Facebook, Linkedin e Instagram, caso contr√°rio atente apenas √† inten√ß√£o desse post, ok? *Conclus√£o?* A CONCLUS√ÉO que eu tiro disso tudo √© a seguinte: Se voc√™ acredita que sabe muito sobre algo, se de verdade se considera bom em alguma coisa... PROVE! Mostre ao mundo do que voc√™ √© capaz. Mesmo que, HOJE, voc√™ esteja sozinho(a) sem ningu√©m te apoiando pode ter a certeza de que assim que seus resultados come√ßarem a aparecer vai ser IMPOSS√ćVEL as pessoas ignorarem e, neste momento, at√© mesmo as pessoas que s√£o mais pr√≥ximas de voc√™ e que nunca te apoiaram v√£o come√ßar a faz√™-lo. Uma frase da Oprah pra mim resume bem: _"Seus amigos n√£o v√£o te apoiar at√© que estranhos estejam te celebrando"._ Enfim, deixe seus medos de lado e saiba que voc√™ j√° sabe mais do que √© necess√°rio para ser respeitado e valorizado pelas pessoas. √Č isso. Curta a minha p√°gina no Facebook: http://on.fb.me/1nRptf9 Me siga no Instagram: https://www.instagram.com/rodrigo_db/ ou @rodrigo_db Se voc√™ curtiu, concorda ou discorda do que eu escrevi nesse texto por favor deixe a sua opini√£o nos coment√°rios abaixo, vou adorar saber o que voc√™ pensa √† respeito e quero muito interagir com voc√™.
2 comments
2 comments