Quando Steve Jobs apresentou o iPhone em 2007, o mundo da tecnologia mudou radicalmente. Porém, mesmo com todo o carisma do fundador da Apple, o iPhone original teve um grande deslize: era impossível instalar um novo software nele. No início, Jobs resistiu à pressão de outras pessoas dentro da Apple para permitir aplicativos externos no iPhone, temendo que eles "poluíssem sua integridade". Mas depois de alguns meses depois de ter revelado o iPhone, Jobs mudou de ideia. Em 10 de julho de 2008, a Apple lançou a App Store, um portal para desenvolvedores e empresas lançarem seus próprios aplicativos para o smartphone. A capacidade de combinar os principais recursos técnicos do iPhone com o software e a Internet criou negócios que antes eram impossíveis como a Uber e o Instagram. E o negócio tornou-se uma das joias da coroa da Apple. Estima-se que no ano passado, os consumidores gastaram 38 bilhões de dólares em aplicativos da Apple. Isso aumentou 35% em relação ao ano anterior e quase quadruplicou em relação a 2013. É impressionante! Todo um mercado se criou e continua evoluindo a cada segundo. Já pensou se Steve Jobs tivesse fincado o pé e mantivesse sua teimosia inicial? Conheça mais sobre nossa atuação em projetos de consultoria e capacitação de gestores: - Site: http://www.efeito5.com.br - Facebook: http://www.facebook.com/efeito5 - Linkedin: https://goo.gl/BMVVcK - Instagram: https://instagram.com/efeito5
0 comments
0 comments