=Saiba tudo sobre o seu direito de licença paternidade= Os cuidados com o bebê nos seus primeiros dias de vida são muito importantes. E até pouco tempo atrás, a lei concedia apenas à mãe, por meio da licença maternidade, o direito a se ausentar do trabalho para prover esses cuidados. Contudo, essa realidade mudou e agora os homens também têm direito à chamada licença paternidade. As dúvidas ainda são muitas: quantos dias o pai tem direito a licença paternidade? Quem tem direito a esse benefício? O que a lei diz sobre licença paternidade? Como funciona a licença paternidade estendida? Para esclarecer essas e outras questões envolvendo esse assunto, continue lendo esse spark e confira todas as informações que reunimos sobre essa licença que muitos pais têm direito, mas que nem todos utilizam por falta de informação. *Licença paternidade: o que é?* A licença paternidade nada mais é do que um direito dado aos homens que precisam se ausentar do local de trabalho para prestar cuidados ao seu filho recém-nascido. Esse direito é garantido pela Constituição Federal e foi incluído nos rol de direitos trabalhistas, pelo Decreto-lei nº229/1967. *Quem tem direito a licença paternidade?* O direito a esse tipo de licença é dado a todo trabalhador que esteja empregado. Esse direito também é concedido aos pais adotivos. Vale lembrar que, durante o período da licença paternidade, nenhum desconto é feito sobre o salário, ou seja, o pai que solicitar essa licença receberá a sua remuneração normalmente, mesmo tendo se ausentado do trabalho por conta do nascimento do seu filho. Além disso, é importante que essa solicitação seja feita previamente ao empregador, do contrário a ausência do pai no local de trabalho será contabilizada na sua remuneração. *Quantos dias o pai tem direito a licença paternidade?* Uma das dúvidas que muitos pais têm, sejam veteranos ou pais de primeira viagem é em relação a quantos dias o pai tem direito a licença paternidade. Nesse caso, a licença paternidade apresenta uma duração bem menor se comparado aos dias de licença que a mãe tem direito. Isso porque, o tempo de duração dessa licença é de apenas 5 dias, conforme traz a Constituição Federal de 1988. No entanto, em 2016 foi aprovada uma lei que estende esse período para 20 dias. Mas, para os papais poderem desfrutar de todo esse tempo ao lado do seu filho, é preciso obedecer a alguns requisitos básicos, conforme será mostrado mais adiante. Nos casos de adoção o tempo é maior, ou seja, tanto a mãe, quanto o pai tem direito a 4 meses de licença. *Como o período da licença paternidade é contabilizado* Assim como é importante saber quantos dias o pai tem direito a licença paternidade, também é necessário entender como essa licença é contabilizada, até mesmo para não ter qualquer tipo de problema entre você e o seu empregador! Normalmente, a contagem desta licença se inicia a partir da data em que ocorreu o nascimento da criança, caso este seja um dia útil. Agora, você deve estar se perguntando: mas por que tem que ser um dia útil? Bom, a resposta é simples! A contagem deve ser iniciada em um dia útil porque esta é uma licença remunerada. Por exemplo, se o nascimento do seu filho ocorreu numa sexta-feira e você não trabalha no sábado e domingo, então a contagem da licença terá início na segunda-feira. -- Já esclarecemos vários tópicos sobre a licença paternidade, né? Mas acredite: ainda faltam alguns. Por isso, amanhã publicaremos a segunda parte. No próximo spark você saberá mais sobre: como funciona o direito se o pai estiver de férias e também sobre o que é a licença paternidade estendida. Leia também sobre os cuidados que você precisa ter com recém-nascidos: http://bit.ly/cuidados-recemnascidos
6 comments
6 comments