"Sr. Presidente, esse país tá doente Nosso povo já não aguenta mais Sr. Presidente, como você se sente Ao ver a fila dos nossos hospitais? Sr. Presidente, até queria que a gente Se entendesse mas não sei como faz Porque essa noite se foi mais um menino ali na rua de trás Esse é o meu país tão lindo que não tem furacão De um povo que ainda segue órfão do seu pai da nação De uma pátria mãe solteira da sua população Onde o salário vale menos do que o preço do pão Dorme um menino de rua descansando seus pés Viajando pra lua num papelote de 10 Oh pátria amada e mal amada por filhos infiéis Digas quem te comandas que eu te digo quem és" (Sr. Presidente, PROJOTA)
0 comments
0 comments