*O que é o glúten? Entenda as respostas da ciência* Ah, o glúten! Ele é considerado um vilão por muitas pessoas... Mas e você, sabe o que é o glúten? Por estar presente em alimentos como bolos, pães e bolachas, muitos acreditam que se trata de um carboidrato, mas na verdade ele é a combinação da gliadina e da glutenina, dois grupos de proteínas. Ele está presente em muitos cereais, como: - cevada; - trigo; - aveia; - centeio. De acordo com Marcello Bronstein, endocrinologista e professor da faculdade de medicina da USP, as proteínas que compõem o glúten são as responsáveis pela consistência e elasticidade dos produtos que levam farinha. Uma de suas funções também é auxiliar o crescimento de massas, como pães e bolos. Mas por que será que essa proteína é tão mal vista por tantas pessoas? Consumir glúten pode fazer mal para a sua saúde? Será que vender alimentos com glúten é um bom negócio? Pensando nessas e em outras perguntas, elaboramos um artigo para você entender quais são as respostas da ciência. E então, quer saber mais sobre o assunto? Continue acompanhando! *Alergia ao glúten?* Agora que você já sabe o que é o glúten, confira algumas condições de saúde provenientes da sensibilidade a essa proteína: - doença celíaca; - intolerância; - alergia ao trigo. Nos casos em que for comprovada a doença celíaca, não tem jeito: produtos que contêm essa combinação de proteínas devem ser eliminados da alimentação. Além disso, os consumidores precisam estar sempre atentos ao aviso “contém glúten” nos rótulos de embalagens. No caso dessa doença, o glúten não é bem aceito pelo intestino. O organismo o trata como um invasor e não consegue digerir as proteínas, causando danos nos tecidos do intestino delgado, os quais podem causar anemia e deficiências nutricionais. A nutricionista Mariana Del Bosco, mestre em ciências da saúde pela USP, ressalta que os termos “intolerância ao glúten” ou “sensibilidade ao glúten” são usados por pessoas que sentem um mal-estar ao consumir produtos que possuem essa proteína, mas não são celíacos. Preste atenção aos sintomas que o seu corpo apresenta quando você consome determinados alimentos e, se necessário, busque ajuda profissional. *E então, o glúten deve ou não ser evitado?* Em alguns casos, alimentos que têm glúten são retirados de muitas dietas não em razão dessas proteínas serem prejudiciais, mas sim porque são alimentos que fazem mal à saúde e que contêm um número elevado de calorias. O endocrinologista Marcello Bronstein afirma que alimentos ricos em glúten podem ser benéficos para a saúde, desde que estejam presentes em uma dieta equilibrada. Veja algumas vantagens de consumo que ele cita: - ajudam a aumentar a absorção de vitaminas e minerais; - fortalecem o sistema imunológico; - auxiliam no controle da glicemia e dos triglicérides; - melhoram a flora intestinal. Agora, confira abaixo quais alimentos têm ou não têm essa proteína. *Quais alimentos têm glúten? E quais não têm?* Pela presença da farinha de trigo ou de outros cereais como ingrediente, os seguintes alimentos contêm glúten: - doces; - bolos; - tortas; - pães; - macarrão; - pizza. Percebeu como são alimentos altamente calóricos? E fique atento: bebidas como cerveja e whisky também contêm glúten em sua composição. E quais alimentos não contêm essa proteína? Confira alguns: - carnes; - peixes; - sorvete; - chocolate; - frutas; - legumes; - verduras; - milho; - arroz; - azeite. * * *Quais são os benefícios de reduzir o glúten de sua dieta?* Como já visto, por estar presente em cereais como o trigo, muito utilizado em receitas de alimentos altamente calóricos, o glúten consequentemente está presente em produtos industrializados e é relacionado ao aumento de peso. Esses produtos processados ou ultraprocessados devem ser evitados em qualquer tipo de dieta, já que não oferecem nutrientes para o organismo e estão cheios de toxinas — substâncias que provocam danos à saúde e podem gerar diversas doenças em nossos corpos. Pessoas que são sensíveis a essa proteína e a retiram da alimentação percebem alguns benefícios, como diminuição do inchaço na área abdominal e redução de gases. Quem não apresenta nenhum tipo de intolerância, por sua vez, se beneficia ao consumir alimentos que não sejam processados ou ultraprocessados, ou seja, alimentos mais saudáveis. Isso pode contribuir para a melhora do funcionamento do intestino e do organismo de maneira geral. Enfim, neste artigo mostramos as respostas da ciência relacionadas ao glúten. Profissionais renomados garantem que consumir essa combinação de proteínas não faz mal, desde que você tenha uma alimentação equilibrada e não apresente doença celíaca e nem intolerância. Sempre procure a ajuda de um médico caso perceba mudanças em sua saúde. *Curtiu? Continue com a gente!* E então, gostou deste artigo? Temos mais conteúdo para você. Leia e saiba mais sobre os principais benefícios da dieta low carb: https://sparkleapp.com.br/s/114058/dieta-low-carb-saiba-os-prin Vem compartilhar suas sugestões, elogios e opiniões com a gente aqui nos comentários!
3 comments
3 comments