=Para quê serve o teste do pezinho? - Entenda a importância do exame= Muitas pessoas sabem da sua obrigatoriedade, mas nem todos têm a ciência do real motivo e a sua importância para os bebês. Basicamente esse é um exame que poderá identificar de forma precoce até 6 possíveis doenças. Desta forma poderá impedir o desenvolvimento desses problemas de saúde desde cedo sem comprometer a qualidade de vida da criança. O exame do pezinho é obrigatório em todo o Brasil por lei. Em algumas cidades, caso a criança não tenha o comprovante do teste, não pode nem ser registrada em cartório. Para se ter uma noção do quanto é importante. Ele será mais uma forma de garantir a saúde do seu filho. *Qual a importância do teste?* Se você ainda não se convenceu da importância de diagnosticar doenças de forma precoce para ter mais sucessos no tratamento, você deve saber mais. Geralmente as doenças identificadas no exame do pezinho não apresentam nenhum sintoma ao nascimento. E assim podem seguir por boa parte da vida. Desta forma, a descoberta pode ser tardia e causar deficiência intelectual e afetar de forma negativa a qualidade de vida da criança. Saber disso nos primeiros dias de vida farão que as doenças, se identificadas, possam ser tratadas com tempo. Oferecendo assim um tratamento adequado a tempo para que a criança possa levar uma vida normal e saudável. Dentre as doenças que podem ser identificadas pelo teste do pezinho, estão: hipotireoidismo congênito, fenilcetonúria, hiperplasia adrenal congênita, deficiência da biotinidase, fibrose cística e hemoglobinopatias (doenças que afetam o sangue). *Quando é a hora de fazer o teste do pezinho* O exame do pezinho deve ser feito nos primeiros dias do recém-nascido. Podendo ser realizado após as primeiras 48 horas do nascimento até o quinto dia de vida. O tempo de dois dias após o parto deve ser respeitado. Algumas doenças podem não ser detectadas logo nas primeiras horas de vida do bebê. Muitas crianças já fazem o exame antes da alta do hospital. Isso vale para as mamães e bebês que ficam mais de 48 horas internadas após o parto. É importante destacar que o teste é feito apenas uma vez, sendo repetido apenas se houver alguma alteração indicando alguma doença. Nesses casos é preciso fazer novamente para confirmar com certeza o diagnóstico. *Como é feito?* O exame do pezinho é bem simples e rápido. Apesar de dar um dózinho do bebê, que chora, é feito em questão de minutos. Com uma agulha, é retirada algumas gotinhas de sangue do calcanhar do bebê e enviado para análise. Mas por que o teste do pezinho é no pé? Essa pergunta ronda a cabeça de muitas pessoas. Mas a resposta é mais simples do que se imagina: porque o calcanhar é uma região bem irrigada do corpo. Isso facilita o acesso ao sangue para coletar a amostra de forma tranquila. *É feito pelo SUS?* Sim, o exame do pezinho é feito pelo Sistema Único de Saúde. Então não é preciso nenhum gasto para isso. O teste pode ser feito de forma totalmente gratuita em hospitais e unidades básicas de saúde. _Temos mais conteúdo para você! Acesse aqui nossas dicas do que levar para a maternidade: https://hotm.art/o-que-levar-maternidade_ *Como chegou ao Brasil* Não foi o Brasil que criou o teste do pezinho, mas foi o primeiro país da América Latina a oferta o exame. Isso aconteceu pela primeira vez em 1976. A partir da criação de um projeto feito por um pediatra paulista, o professor Benjamin Schmidt, essa inovação foi trazida para terras brasileiras. O projeto era na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de São Paulo (APAE-SP) que visava diagnosticar a fenilcetonúria. Esse foi um dos passos que levou o país, na década de 80, a publicar as primeiras leis de amparo à realização de testes de triagem neonatal em alguns estados brasileiros. Que a cada ano foi mais ampliada para oferecer ainda mais proteção e amparo aos bebês e possíveis problemas de saúde que poderiam surgir. Viu para que serve o teste do pezinho? É só mais um passo para a prevenção e saúde do seu bebê que não deve ser descartada de jeito nenhum! Você já sabiam da importância do exame? Deixe seu comentário pra gente!
1 comment
1 comment