"Ministro Lewandowski, o Supremo é uma vergonha, viu? Eu tenho vergonha de ser brasileiro quando eu vejo vocês". Tinha tudo para ser apenas um caso de um “barraqueiro” destemperado, se não fosse a atuação ridícula, abusiva e ignorante, de um dos piores ministros que a Suprema corte brasileira já teve. O Ministro, que deveria ser um dos guardiões da Constituição, como grande parte das “otoridades” tupiniquins, se acha acima da lei. Lewandowski deve ler o princípio da igualdade, estatuído logo no Art. 5° da Carta Magna, de uma forma bastante peculiar: “Todos são iguais perante a lei, mas uns mais iguais que os outros”. E foi assim que entendeu por bem, no que me parece em tese um flagrante abuso de autoridade, impedir a livre manifestação de um cidadão, ordenando de forma patentemente ilegal, sua prisão. Não bastasse o show de arrogância, sua assessoria ainda demonstra toda sua ignorância jurídica, ao justificar o ato porque, ora vejam só, o cidadão "começou a injuriar o STF como instituição". (SIC) A injúria, crime contra a honra, prescinde a ofensa de um sentimento pessoal, inerente do ser humano. Daí porque instituições, que não possuem consciência e capacidade para se sentirem ofendidas, não podem ser consideradas sujeitos passivos do delito em questão. É o tipo de ministro que me faz ter VERGONHA dessa suprema corte!
0 comments
0 comments