Opa, Aqui é o Prof. Ricardo Freitas, Uma diferença encontrada entre duas amostras aleatórias independentes deve ser analisada com cautela. Sob o ponto de vista estatístico, esta diferença pode ser em decorrência do "acaso". Os testes estatísticos e o intervalo de confiança informam se as variações podem ou não ser resultantes do acaso. Por outro lado, tais diferenças podem ser decorrentes de erros sistemáticos, denominados vieses e devem ser investigados. Tipos de vieses: 1) Viés de Seleção - Ocorre quando são feitas comparações entre grupos de indivíduos que diferem em outros determinantes de desfecho, além daquele que esta sendo estudado. É comum os indivíduos serem selecionados de modo conveniente ao pesquisador. Isto leva a conclusões corretas para este grupo, mas estas não podem ser extrapoladas para a população (validade externa). 2) Viés de Aferição - Ocorre quando há um erro sistemático na mensuração, ou seja, elas não medem corretamente o que deveriam medir (medições imprecisas). Ex: dosagens laboratoriais bioquímicas podem não ser completamente precisas; equipamento descalibrado, não treinamento dos avaliadores. 3) Viés de Confusão - Os fatores de confusão constituem-se em importante preocupação na análise de estudos. Ocorre confusão quando o efeito de duas exposições não foi separado e a análise conclui que o efeito é devido a uma variável em vez da outra. Ex: idade, condição socioeconômica, hábitos alimentares e etc. Agora que você aprendeu a importância e os tipos de vieses, VOCÊ quer aprender como controlar os vieses? Marque 3 amigos.
0 comments
0 comments