=Como conciliar a maternidade e o trabalho? 5 conselhos para você= “Como conciliar a maternidade e o trabalho?” - essa é uma pergunta que já começa a brotar na cabeça das mães desde a gestação. Principalmente para as que trabalham fora de casa e possuem horários apertados. A preocupação é natural, porque apesar dos meses de licença-maternidade, chegará a hora de se afastar do bebê por um tempo durante o dia. Mas com quem vou deixar meu filho? Como vou alimentá-lo? Ele vai ficar bem? Todas essas questões são fortes. Mas a primeira coisa a se fazer é ficar calma e avaliar todas as possibilidades. Use o tempo da gestação para poder criar um planejamento que fique o melhor possível para você. Converse no trabalho para saber como eles lidam com as novas mamães. Pesquisa, converse e sempre pense no que será melhor para você e o seu filho no momento. A insegurança vai chegar, infelizmente. Aliás, deixar o seu filho com uma pessoa que não é você não será tarefa fácil. Mas é preciso superar esse trauma e entender que isso não será negativo para ele. Irá ter suas vivências e você poderá se dedicar nos momentos de vocês todos os dias do mesmo jeito. Com menos tempo, mas que poderá ser compensado no final de semana, por exemplo. *5 conselhos de como conciliar a maternidade e o trabalho* Você irá aprendendo a driblar o tempo entre essas duas coisas da sua vida naturalmente. No começo pode ser mais difícil, afinal, tudo é novo. Mas com erros e acertos os ajustes certos serão feitos para que você possa conciliar muitas de você. *Não se sinta culpada* É natural nos sentirmos culpada por deixar o filho pequeno em casa e ir trabalhar. Isso porque nascemos em uma sociedade que diz que a mulher deve cuidar do filho e da casa. Quem deve sair para colocar a comida na mesa é só o pai. Esqueça de tudo isso que foi lhe ensinado. Aliás, vivemos em uma realidade muito distante disso, não é!? Primeiro porque para sobreviver, muitas vezes nem os dois salários são o bastante. Segundo, porque uma mulher não deve ser exclusivamente mãe, ela pode ser mulher e profissional. Por isso tire de cima de você toda essa culpa social. Você sabe que pode ser uma boa profissional e uma ótima mãe ao mesmo tempo. Isso acarretará mais cansaço? Sim. Você terá menos tempo de descanso? Sim. Mas o importante é sentir bem em todos os cenários da sua vida. Se sentir útil e capaz em outras coisas além da maternidade. E você é! *As coisas seguem o seu fluxo* Organize a sua vida conforme as necessidades do momento, ou seja, por épocas. Se agora é o momento de desfraldar seu filho, maneire no trabalho para se dedicar à este momento que pode ser difícil. Você tem um grande projeto no serviço? Agora é o momento de se dedicar mais ali e contar com a ajuda do pai para estar mais presente com o filho de vocês. E assim você vai tentando balancear as coisas. Tente pelo menos sempre guardar os finais de semana para vocês. Sem esquecer de você também. Reserve uma vez no mês para esquecer do trabalho e dos filhos, curtindo algum programa que você gosta. *Conte com o pai * É natural pensarmos em como nós iremos manejar todo esses horários de trabalho e maternidade. Mas lembre-se que a paternidade pode e deve estar envolvida nisso. Se ambos trabalham, os dois deverão sentar e conversar como conciliar isso e poder estar junto com o filho o maior tempo possível. Estando juntos ou separados, essa divisão pode ser feita de forma justa para vocês dois. Talvez ele tenha horários mais maleáveis no trabalho. Talvez ele possa trabalhar de casa. Talvez ele possa ficar por conta da criação integral sem trabalhar. Converse sobre todas as possibilidades. *Babá ou creche* Muitas mães têm dificuldade em colocar em creche ou contratar uma babá. Isso porque, de certa forma, serão pessoas desconhecidas que cuidarão do seu filho. Mas o importante é pesquisar muito nesse momento. Se essa é a única alternativa, converse com outras mães e peça indicação de creches e babás confiáveis. Saiba sobre o funcionamento do local e de como a moça irá cuidar do seu filho. Aos poucos a confiança é estabelecida e você verá que não há mal nenhum nisso. Isso não te faz mais ou menos mãe, ok? Uma outra possibilidade é quando o trabalho oferece creche. Verifique no seu serviço e no do pai do seu filho, pois assim vocês podem ficar mais perto e se sentirem mais seguros. *Trabalhar em casa* Se você acha que não vai conseguir ficar longe do seu filho de jeito nenhum, é a hora de buscar outras alternativas. Trabalhar em casa funciona muito bem para mães, no qual muitas ainda se tornam empreendedoras. Mas faça isso se realmente for algo que irá te fazer bem. Se você ama seu trabalho, pense bem nos itens citados acima. Mas se você nem gosta tanto, procure formas de atividades rentáveis do seu lar. Você ainda pode até descobrir algo que nem sabia que era boa e poderia dar certo! Será fácil conciliar a maternidade e o trabalho? Não. Mas você consegue? Com certeza! Não se esqueça que antes de mãe, você é mulher e profissional. Somos todos capazes de sermos tudo o que quisermos nessa vida, se nos dedicarmos e nos planejarmos. Força, os primeiros meses podem ser difíceis. Mas o tempo é rei e você conseguirá aproveitar a maternidade também! Como vocês conciliaram a maternidade e o trabalho? Conte sua experiência pra gente!
0 comments
0 comments