=Dieta mediterrânea: saiba o que é e como funciona = A história da dieta mediterrânea é baseada tanto nas tradições alimentares quanto nas tradições sociais dos povos que viviam nas regiões próximas ao Mar Mediterrâneo, como Espanha, Grécia e Itália. Composta por fibras, gorduras saudáveis, proteínas e até mesmo por vinho, ela reduz inflamações do organismo de forma natural e acarreta, como consequência de uma alimentação moderada e saudável, a perda de peso. Um dos fatores benéficos da dieta é o fato de que ela é composta por alimentos que não são altamente processados ou ultraprocessados — ou seja, os vilões da alimentação, como produtos industrializados ricos em gorduras e açúcares, não têm vez. E então, quer saber um pouco mais sobre a dieta mediterrânea e como ela funciona? Continue acompanhando este artigo! *Saiba mais sobre a dieta mediterrânea * Ela é considerada um padrão alimentar que, aliado a um estilo de vida saudável, proporciona inúmeras vantagens. Veja algumas: -dieta pobre em açúcar e em alimentos processados ou ultraprocessados; -rica em fibras, antioxidantes e polifenóis; -a ingestão de alimentos frescos e naturais, de forma moderada, tem como consequência a perda de peso; -dieta benéfica para a saúde cardíaca; -ajuda a controlar os níveis de insulina no organismo. Vale lembrar, no entanto, que nenhuma dieta é milagrosa e o consumo exagerado de alguns alimentos pode surtir efeitos opostos àqueles desejados. Então, qualquer atalho para a perda de peso, por exemplo, deve ser visto com cautela. *Entenda como funciona* Conforme já mencionado, a maioria dos alimentos ingeridos deve passar longe do processo de industrialização. Carnes vermelhas, inclusive, devem ser consumidas raramente; já alimentos como ovos, aves e laticínios devem ser consumidos com moderação. Afinal, o que está liberado para o consumo? Frutas, legumes, sementes, peixes, frutos do mar, grãos, especiarias, tubérculos, azeite de oliva... Percebe como tudo é um pouco mais natural em comparação com as dietas tradicionais? E as frituras? Bom, o melhor é optar por alimentos cozidos, assados ou preparados no vapor. Para beber, você pode optar por chá e café (sem açúcar), água e vinho (esse último em quantidades moderadas). *Confira os principais alimentos da dieta mediterrânea* E então, vamos ver com detalhes quais são os principais alimentos dessa dieta? Confira a seguir! *Frutas, verduras e legumes* Há quem recomende a ingestão diária de até dez porções de frutas, verduras e legumes. Esses alimentos são ricos em nutrientes como vitaminas, fibras e sais minerais, o que faz com que sejam recomendados em inúmeras dietas, principalmente naquelas focadas na reeducação alimentar. De forma geral, devem fazer parte das principais refeições. Quanto mais coloridos forem os componentes dos pratos, melhor! *Grãos integrais* São os alimentos que mais fornecem energia na dieta mediterrânea; ao mesmo tempo, proporcionam a sensação de saciedade. Também são responsáveis pelo fornecimento de nutrientes ao organismo, como fibras, zinco, fósforo e magnésio. *Peixes* É um dos principais alimentos da dieta mediterrânea! Nesta dieta, peixes podem ser consumidos até quatro vezes na semana, desde que não sejam fritos. Opções como atum, truta e salmão são ricas em ômega-3, um tipo de gordura saudável que proporciona benefícios ao organismo. *Oleaginosas * Sabe quem faz parte do grupo das oleaginosas? Castanhas, nozes e amêndoas. Além de serem ótimas fontes de vitamina E, ainda fornecem para o organismo ômega-3 e o mineral selênio, o qual possui um alto potencial antioxidante — como se não bastasse, as oleaginosas ainda ajudam a manter os níveis de colesterol sob controle. No entanto, as consuma com moderação, pois contêm muitas calorias. *Laticínios * Quem não dispensa leite, queijos e iogurtes pode ficar aliviado, pois esses alimentos também estão presentes na dieta mediterrânea. Entretanto, essas fontes de proteínas devem ser consumidas de forma moderada. *Vinho tinto* Poucos regimes alimentares abrangem bebidas alcoólicas, não é? O vinho está presente nesta dieta e apresenta substâncias que protegem o coração e antioxidantes naturais que retardam o envelhecimento, mas o consumo dessa bebida deve ser moderado: uma taça por dia já é considerada o suficiente. *Azeite de oliva* Encontramos esse ingrediente em diversas preparações da dieta mediterrânea. Além de garantir um sabor especial aos pratos, ele é rico em antioxidantes com propriedades anti-inflamatórias e possui ômega-9, uma gordura saudável que auxilia o controle de colesterol no organismo. Lembre-se, entretanto, de consumir poucas quantidades! Enfim, vimos aqui alguns dos benefícios da dieta mediterrânea para o organismo. É importante ressaltar que, independentemente da dieta escolhida, uma reeducação alimentar é sempre necessária para entendermos que os principais fatores a serem considerados em qualquer tipo de alimentação devem ser sempre a nossa saúde e o nosso bem-estar físico e mental. Então não perca mais tempo e veja agora mesmo como começar a sua reeducação alimentar!
0 comments
0 comments