Parece que a europa continua liderando a frente desaceleracionista do mundo. Depois da discussão do Artigo 13, que praticamente acaba com a produção livre de conteúdo e cria uma barreira gigantesca para que novas startups surjam no segmento, agora o mau exemplo vem de Barcelona. Uber e Cabify tiveram que suspender suas atividades na cidade depois de uma nova Lei, que obriga os motoristas de aplicativos a fazerem os passageiros esperarem por no mínimo 15 minutos a cada pedido, mesmo que passageiro e motorista estejam um na frente do outro e ambos queiram simplesmente seguir com suas vidas. A Lei tem o objetivo de proteger os Taxistas, que não muito diferente do Brasil, em grande parte prestam um serviço de menor qualidade e MUITO mais caro que um Uber, ou Cabify. Mais uma vez a o governo intervencionista piorando a vida do cidadão para proteger interesses de determinada classe que não se atualizou ao longo do tempo. Seguindo a lógica natural desta bizarrice, daqui a pouco teremos em Barcelona: - Amazon (e ecommerces) precisam esperar 45 dias para entregar os pedidos, para proteger as livrarias e bancas de jornal. - Vídeos no Youtube só podem ser vistos com hora marcada e você não pode mais escolher qual vídeo quer ver. Precisa ligar no Youtube e torcer para ter alguma coisa que presta passando. Igual TV. - Mensagens de Whatsapp chegam com 3 dias de atraso, para proteger a sua operadora de celular favorita. Aquela, que sempre te atendeu super bem. - Todas as fintechs precisam ter uma agência física, com porta giratória, com aquele raio X que você precisa praticamente fica pelado pra conseguir passar... porque não ter isso, seria injustiça com o POBRE do banco. Uma pena... é o Velho Continente, querendo continuar sendo... o Velho Continente. Fonte da notícia e da imagem: https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2019/01/uber-e-cabify-suspendem-servico-em-barcelona-apos-novas-restricoes-do-governo-local.shtml
6 comments
6 comments