Allex Guedes Meu Brilho (ISRC BR-A4F-15-00009 - HD 720) Assista tambem : O ar que eu respiro : https://www.youtube.com/watch?v=r6bASIIZscs Eu sei que vou te amar : https://www.youtube.com/watch?v=xtaNkAwbgoo O amor irá nos guiar https://www.youtube.com/watch?v=cqDzgBMPGUY Ate nas estrelas : https://www.youtube.com/watch?v=E4q5rdNWyzU Me abraça e me beija : https://www.youtube.com/watch?v=IVaTFV0_Qdg Meu brilho https://www.youtube.com/watch?v=kNzqbZGc1B8 Vacilei : https://www.youtube.com/watch?v=15vE0jkexqg Facebook : https://www.facebook.com/Allex-Guedes-P%C3%A1gina-Oficial-199731673402623/?fref=ts Soul Music Brasil Tim Maia de volta ao país em 1963 começa a se destacar com sua nova música, e em 1969 é convidado por Elis Regina para gravarem “These Are The Songs”, com sua música no disco Em Pleno Verão, de Elis Regina, recebe um convite também para gravar seu primeiro disco solo. Podemos também lembrar da década 60, o grupo Bossa Trio (misturavam samba e soul), que o paraibano Cassiano participava tocando violão. Em 1970 Tim Maia grava seu primeiro disco solo, Tim Maia – Colecionador, que rendeu alguns dos maiores sucessos do ano e músicas que ficariam gravadas até hoje, algumas delas são: Azul da Cor do Mar, o baião misturado com soul Coroné Antônio Bento e Primavera, canção de Cassiano e Silvio Rachoel. Em 1971 Cassiano também começa sua carreira solo e grava o LP Cassiano, Imagem e Som. Nesta década a turma da soul music também teve destaque nos festivais, Toni Tornado na fase nacional do V Festival Internacional da Canção, obteve a vitória com a música “BR-3”, de Antônio Adolfo e Tibério Gaspar. Tim Maia iria década adentro emplacando alguns sucessos, como: Não Quero Dinheiro (só quero amar), Réu Confesso e Gostava Tanto de Você. “Já Cassiano lançou músicas como “A Lua e Eu” e Coleção”. Completando a santíssima trindade do soul brasileiro, aparece o baiano Hyldon, que em 1975 lança seu primeiro disco, “Na Rua Na Chuva Na Fazenda”, dois de seus sucessos são gravados até hoje, a canção homônima e As dores do Mundo. Os três lançaram juntos o disco Velhos Camaradas, em dois volumes, que contém alguns dos sucessos de suas carreiras. Ainda nos anos 70, e o Funk? A turma do soul brazuca dos 70, quase toda do Rio de Janeiro, já estava influenciada pelo movimento black power e pelas cores mais fortes do funk. Surgiu assim, então, nomes como o do pernambucano Paulo Diniz com sua música “I Want To Go Back To Bahia”, o Gerson King Combo, que era ex-dançarino, e com as músicas “Mandamentos Black” e “O Rei Morreu (Viva o Rei)” se tornou uma espécie de James Brown brasileiro, Carlos Dafé (Pra que Vou Recordar o que Chorei), Robson Jorge e Miguel de Deus (do disco Black Soul Brothers). Até compositores da MPB de gêneros como a bossa nova, se mostravam influenciados pelo funk-soul, Marcos Valle com “Black Is Beautiful” e “Mentira”, o samba soul de Jorge Ben Jor, Bebeto e Trio Mocotó. E até mesmo Ivan Lins, que no começo de sua carreira mostrou um acento soul em sua música, como é o caso de “O Amor é Meu País”. Mas para o final da década, com o fenômeno dos bailes black no subúrbio carioca, surge um movimento que ficou conhecido como “Black Rio”, surgiu também um importante conjunto batizado com o nome do movimento, interessados em dar um toque de gafieira a estilos como o funk, soul e jazz, a Banda Black Rio estréia em 1977, com o LP Maria Fumaça. Uma versão americanizada da black music, feita para as pistas dos clubes e para o consumo de massa, começa a substituir o funk. Era a discoteca, de Dona Summer, Chic e Earth Wind & Fire, que logo teve sua melhor tradução aqui com as Frenéticas, atrizes e cantoras que foram contratadas pelo produtor e compositor Nelson Motta para trabalharem em sua casa Dancin’ Days. Com o título da casa surgiu uma novela, cuja música tema era cantada pelo grupo, assim detonou a onda disco no Brasil. Outra diva do disco aqui foi a Lady Zu (Zuleide), paulistana da capital, estourou com a música “A Noite Vai Chegar”. E neste embalo embarcaram Gilberto Gil (com o LP Realce) e Tim Maia (com Tim Maia Disco Clube, que continha a música “Sossego”). O produtor e tecladista Lincoln Olivetti foi o mentor do funk pop de Realce e outros discos da MPB, gravou também com Robson Jorge a música Aleluia, que foi grande sucesso nas rádios. Allex Guedes : ITUNES BR : https://itunes.apple.com/br/artist/alex-guedes/id206651521 ITUNES EUA :https://itunes.apple.com/us/artist/allex-guedes/id543324080
0 comments
0 comments