TENS ALMA DE POETA. (Poesia Original de Harley Kernner) Na tentativa de sempre fazer alguém sorrir então resolvi escrever uma poesia na minha calçada… Lembro que foi muito difícil escrever aquela poesia, pois era uma tarde de muita chuva e não poderia usar tintas nem escrever com lápis... Pegando então um ponteiro de ferro e comecei a entalhar a calçada que me custaram $2.350.00 dólares… Quem passava com seus guardas-chuvas abertos para não se molhar com as constantes chuvas do inverno da Califórnia, e logo olhavam para mim, regalavam os olhos, e meneavam suas cabeças, e eu ficava sem saber se era elogios, ou estavam me chamando de doido. Agora a chuva já tinha passado, e já era final de tarde e eu tinha terminado de escrevendo uma poesia para uma menina que nem sempre passava na minha calçada… Mas mesmo assim eu não sentia sua falta, porque quando ela passa deixa sempre gravado no meu coração uma mensagem de amor através do seu lindo e sublime olhar, palavras essas que sustentava-me até sua volta, que as vezes levam meses. Já estava guardando meu material de trabalho, quando fui surpreendido por uma voz suave e feminina, que disse-me “Tens alma de poeta”.... _Naquele momento eu não sabia se agradecia pelo taça de vinho que me deram, ou pela lindas palavras expressada de maneira gentil, e carinhosa que sair entres os lábios vermelhos daquela menina que sabia escrever com seu olhar no meu coração amolecido de amor._
0 comments
0 comments