Um Beijo Gelado em Paris (Poesia Original de Harley Kernner) O gostoso de está em paris em pleno outono numa temperatura média entre 8°C e 16°C com 50mm de chuva é realmente está com você ao meu lado... Vejo seus olhos brilhando como um espelho de tanta felicidade... Os dias vão passando mais rápido, mesmo assim desfrutamos de uma beleza colorida das folhas das árvores que vão ficando avermelhadas, e cada fotos que tiro sua no jardin du Luxembourg me faz ficar mais apaixonado por você! Ainda me lembro do choque térmico que acelerou nossos corações naquela noite que estávamos quase congelados no banquinho na Praça da Concórdia, depois termos tomado aquele chocolate quente ao sairmos da programação cultural Nuit Blanche que é dedicada à arte contemporânea… E ali estavam nós dois sentados bem juntinho no banquinho da praça, e aquecidos pelo chocolate quente e os casacos de lã… Aí de repente quando olho para seus olhos e percebo seus lábios trêmulos, bastante receosos mim pedindo um beijo…. Aquele beijo gelado salvou nossos corações, foi aí que descobri que não importa a temperatura de um beijo nem a marca de um batom para sentirmos as emoções de um beijo e seus benéficos efeitos colaterais, e para mim que não entendo muito de amor esse é diagnóstico de um amor perfeito… _E aquele beijo gelado foi o melhor presente de um natal francês..._
0 comments
0 comments