O debate no governo Paulo Guedes, que o Bolsonaro fica atrapalhando, chegou em reformas econômicas, e no caso da tarifa no leite trouxe o debate: não seria melhor fazer outras reformas antes? Não. Radicalismo neles. Gradualismo é a posição de que reformas devem ser feitas com calma, algumas antes de outras, e que não devemos fazer as coisas agora, rapidamente, porque isso pode causar um impacto grande. O resultado do gradualismo é: no fim das contas praticamente nada é feito. A posição correta é o radicalismo: faça a reforma que der quando der. Sim, problemas existirão e um tempo de adaptação é necessário, mas isso não importa. Se algo pode ser aberto, abra. Se uma lei pode ser retirada, retire. Se uma agência estatal pode ser fechada, feche. Qualquer problema que surgir disso deve ser apenas pretexto para continuar na direção do livre-mercado. Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na exchange mais segura do Brasil: https://coinext.com.br/cadastro.html?campanha=ideiasradicais Quer se tornar um doador? https://www.padrim.com.br/ideiasradicais Quer camisetas libertárias? https://loja.ideiasradicais.com.br/ Acompanhe a gente: Sparkle: https://s7pa5.app.goo.gl/cEUFKnurttcV1Z993 E o site: https://ideiasradicais.com.br Apoiadores! Instituto Mises Brasil Strobel e Santos - Emigração para Portugal
0 comments
0 comments