Vamos começar com o que é exportação, na prática é vender um produto nacional ao exterior, fazendo com o que o produtor receba em dólares. vamos aos exemplos da batata, caso a taxa de câmbio real x dólar fosse de 1:1 então, digamos, o saco de batata é 10 reais você compra o mesmo saco com 10 dólares. Só que aí existe uma panelinha enorme entre os exportadores e o governo. Um irá se beneficiar ganhando "dinheiro fácil" e o outro para se salvar em caso de crise, como veremos mais para frente, então para incentivar a produção dos produtos, eles desvalorizam a moeda. Pois, com isto iria se exportar o dobro, fazendo com a demanda por bens aumentasse, então suponhamos que o banco central queira afrouxar sua política monetária e a taxa de câmbio passa-se para 1:2 ou seja 1 dólar você compra 2 reais. Logo, com 5 dólares o americano compraria dois sacos de batatas, antes era um. Agora se pegarmos os exemplos da batata para todos os bens e serviços, chegamos à conclusão de que com a depreciação da moeda a demanda geral por bens produzidos iria aumentar. Quando o Brasil vende seus produtos ao exterior, o comprador estrangeiro paga ao exportador brasileiro em dólares, que é a moeda internacional de troca. Quando um fazendeiro do Mato Grosso vende soja para uma empresa lá em Xangai, o chinês paga o mato-grossense em dólares. Ele deposita dólares na conta do mato-grossense. Mas como, por decreto governamental, a única moeda corrente no Brasil é o real, esse mato-grossense terá então de trocar esses dólares por reais aqui no Brasil. E quem vai comprar os dólares do mato-grossense? Quase sempre, os bancos, por meio de suas corretoras. E o que os bancos farão com esses dólares? Venderão para importadores, que os utilizarão para, obviamente, comprar produtos do estrangeiro. O que interessa, portanto, é que, no final, esses dólares que foram vendidos pelo mato-grossense serão utilizados para importar produtos estrangeiros. Sem esses dólares seria impossível importar. Essa é a única função das exportações: elas permitem que haja importações. Com as exportações se acumulam dólares na reserva internacional para se evitar possíveis catástrofes econômicas, para dar um exemplo na década de 1980, no auge da crise da dívida externa, o governo praticamente baniu as importações e estimulou ao máximo as exportações justamente para acumular dólares e com isso poder pagar os juros dessa dívida.
0 comments
0 comments