#SEGUNDASEMCARNE Quem nunca esperou a chegada da segunda-feira para dar início a um projeto ou começar a cumprir as resoluções de Ano Novo? E que tal tirar esse dia para adotar medidas alimentares mais conscientes? Um cardápio sem carne pode trazer melhorias à saúde e ajudar a reduzir danos ao meio ambiente, gerando menos poluição e reduzindo o uso de água - além, é claro, de diminuir o abate de animais. No entanto, ainda é muito difícil para a maioria da população adotar uma dieta vegetariana e cortar alimentos de origem animal de uma vez por todas do cardápio. Mas se uma pessoa substituir o consumo da carne por fontes proteicas vegetais por apenas um dia da semana, atinge-se o mesmo impacto positivo (em termos de mudanças climáticas) que comprar toda a comida da semana de fornecedores locais. Foi a partir dessa descoberta que surgiu a campanha “Segunda sem Carne”, um projeto que começou em 2003 e já foi adotado por iniciativas públicas em diversos países, inclusive no Brasil. Aqui, a campanha teve os maiores resultados do mundo todo, poupando, apenas em 2017, nada menos do que duas mil toneladas de carne. Em 2018, atingiu a marca recorde de 67 milhões de refeições à base de vegetais. - de acordo com a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) que está à frente do movimento desde 2009. Para este ano, a expectativa é que o número ultrapasse a marca de 80 milhões de refeições. Artistas do mundo todo já aderiram à campanha, mas o ex-Beatle Paul McCartney é o maior porta-voz da Segunda Sem Carne tendo, inclusive, criado a versão inglesa: Meat Free Monday. Grande ativista da causa animal e ambiental e vegetariano a mais de 30 anos, o cantor aproveita suas turnês pelo mundo para ajudar na divulgação das campanhas locais.
0 comments
0 comments