Se a foto do seu dedo machucado não viraliza na internet, você é privilegiado sim! Literalmente. O vice-presidente de pesquisa de justiça racial da organização Race Forward, Dominique Apollon, compartilhou no Twitter uma foto de sua mão com um curativo. A seguir, minha modesta análise de pessoa branca sobre o porquê de uma foto simples como essa viralizar nas redes sociais. A foto pode ser até pacata graficamente, mas é gigante no seu significado. Significado este que não está estampado na superfície da imagem, mas mergulhado na sua profundeza: a inclusão social. Um fotão desses, bicho! Em 45 anos, foi a primeira vez que Dominique Apollon pode usar um band-aid feito no seu tom de pele, conquista que o deixou com os olhinhos marejados. Ao usar um band-aid dedicado ao seu tom de pele, ele se sentiu igual, parte homogênea de um todo. Por mais momentos como estes. E por um futuro em que um curativo em um dedo seja só um curativo em um dedo, porque pensar em todos de maneira igualitária já será banal.
2 comments
2 comments