Será que podemos acreditar nisso? Um governo formado por muitos militares com um perspectiva de poder e por "Olavistas" com outra perspectiva pode ser verdadeiramente unido? Segundo o presidente: "O que tenho falado é que de acordo com a origem do problema, a melhor resposta é ficar quieto, pois temos coisas muito, mas muito mais importantes para discutir no Brasil. Aqueles que, porventura, não tenham tato político estão pagando preço junto à mídia. Mas não existe grupo de militares nem grupo de 'Olavos'. É tudo um time só". Não sei não, hein, presidente. Seu governo parece ainda ter uma disputa interna de poder... de voz. Mourão, os militares, Onyx, Marcelo Álvaro Antônio entre outros me parecem nomes que ainda querem fixar seu status dentro do Governo. Isso sem falar nos filhos do presidente, especialmente Carlos Bolsonaro – que tem protagonizado a desunião do time do pai. Indago novamente: Vamos acreditar e pagar pra ver?
0 comments
0 comments