Recentemente diversas bolsas de pós-graduação das universidades públicas sofreram suspensão, atrasando, assim, o avanço científico no Brasil. O ex presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento e Pessoal de Nível Superior (Capes), hoje assessor da reitoria da PUC Porto Alegre, Abílio Baeta Neves, afirma que tal bloqueio traz efeitos IMEDIATOS para pesquisas nos mais diversos campos. Em entrevista à BBC, vale a pena visitar uma de suas respostas: _BBC News Brasil: Que efeitos isso pode trazer para a pesquisa científica no Brasil?_ _Baeta Neves: Toda as áreas são cobertas pela pós-graduação, por mestrandos e doutorandos, que sustentam a atividade de pesquisa no país. Os projetos de bolsistas alimentam projetos de professores, alimentam grandes projetos de pesquisa. Mexer com a pós é mexer com o sistema todo. As engenharias, por exemplo, com enorme impacto para processo de desenvolvimento tecnológico, que afeta positivamente a nossa economia. A área de saúde, que tem inúmeros exemplos de dissertações e teses fundamentais nos mais variados campos, como (o estudo do vírus causador da) zika, produzindo estudos de referência. Ou na área química, vemos que a Petrobras continua recorrendo às universidades brasileiras, porque sabe que tem um repertório de pesquisas que podem ser muito importante para sua atividade._
1 comment
1 comment