O campo magnético da Terra é um escudo que nos protege contra a radiação dos ventos solares e vem lá do centro do planeta. Apesar de já termos o conhecimento de que ele é essencial para a vida, ainda há muito que não sabemos. Pois então, Pesquisadores do departamento de Geologia e Geofísica de Yale (EUA) descobriram novas informações a respeito das mudanças do campo magnético. Inclusive, fizeram uma relação com “molho de salada”. Basicamente, ligas de ferro fundido que contém silício e oxigênio formam dois líquidos distintos, e quando estão em condições similares às que existem no núcleo da Terra, átomos que são forçados muito perto uns dos outros sob a imensa pressão que há, não se mesclam — processo chamado de “imiscibilidade”. Algo que observamos muito quando azeite e vinagre ficam separados em molhos para saladas. O líquido quente do manto se movimenta forte e constante. Ainda, há uma camada líquida diferente no topo, pela qual as ondas sísmicas se movem e viajam mais lentamente. Muitos cientistas já tentaram entender essa camada externa líquida lenta, mas é a primeira vez que se encontram evidências teóricas. Veja mais sobre o estudo no link da reportagem!
0 comments
0 comments