A situação do Ministro da Educação não é muito favorável. Reparem bem como já é o tratamento de um partido supostamente aliado: "deveria sair da Câmara demitido". Nesta quarta-feira de manifestações país afora contra o corte de gastos, é natural que os congressistas soltem dizeres e brados consoantes com a suposta vontade popular. Mas, daí a falar com tamanho direcionamento a um - até então - aliado? O Governo Bolsonaro precisa analisar bem a pasta da educação e como a área tem afetado sua influencia sob o Congresso ou mesmo sob a população, "taokei"?! Trecho da reportagem muito elucidativo: "Haverá um questionamento muito duro com o ministro aqui em plenário. Acho que ele tem que entrar ministro e sair daqui ex-ministro", disse o líder do Podemos. O partido é considerado aliado do governo, apesar de não integrar formalmente a base. Aguardemos as cenas dos próximos Capítulos desta novela que é o Brasil...
0 comments
0 comments