Essas cobranças são saudáveis entre os Poderes da República. O legislativo, entretanto, tem também que demonstrar que não são só palavras, mas que toma atitudes concretas para enfrentar o desemprego. Mera cobrança sem o viés prático de nada adianta. Esperemos que a relação entre Jair Bolsonaro e Rodrigo Maia melhore, para que as medidas propostas pela equipe economica do presidente tenham um trâmite melhor na Câmara e contem com o apoio e capital político do chefe do Casa Legislativa representativa do Povo. Nas palavras de Maia, expostas em reportagem anexa: "Ministro, quando a gente ouve as suas apresentações, se fechar os olhos, a gente vê um Brasil espetacular, com redução da pobreza, melhora na educação...", disse. "Mas a base da sociedade vive uma crise, uma recessão real há cinco anos". Cabe à população acompanhar as medidas que ambos tomarão para enfrentar a atual crise que o país passa. Eu, particularmente, confio em Guedes. Já em Maia...
0 comments
0 comments