"Vocês vão ter que me engolir." A famosa frase usada por Zagallo na final da Copa América de 2017 serveria como uma luva para Jair Bolsonaro. Encaixa tanto simbolicamente quanto na literalidade. No simbolismo, estamos tendo que engolir não só as confusões desastrosas e tentativas frustradas de acordos no congresso, mas também as várias vergonhas infantis que nosso presidente passa diariamente. Sua incapacidade retórica e tosquice pessoal o levam, desde errar o próprio jargão, até "zoar" um japonês pelo tamanho suposto de seu órgão sexual (aqui retomando sua fixação genital e anal insaciável). Mas para além disso, o governo do "bozo" está fazendo o povo brasileiro ter que engolir veneno, literalmente. Nos últimos 4 meses já são mais de 100 novos agrotóxicos liberados, parte deles já proibidos há tempos nos países europeus. A pressão do setor agropecuário, apoiadores de Jair durante a campanha, já gerou um aumento de 922% das liberações dos produtos em relação às marcas desde 2010. A qualidade de vida do povo vai sendo jogada fora dia pós dia. Uma reforma da previdência com propostas descabidas, o sucateamento da educação no país, e ainda, temos que engolir seco junto com isso tudo, um caldeirão de venenos em cada refeição.
0 comments
0 comments