A jornalista Amália Barros de 34 anos vem lutando e já conseguiu apoio de inúmeros políticos para protocolar uma lei que inclua a prótese ocular na lista de próteses oferecidas pelo SUS (Sistema Único de Saúde). "Com meu Instagram, consegui fazer campanhas para oferecer próteses a algumas pessoas, mas não consigo ajudar todo mundo. O que mais mexeu comigo foram os casos de crianças, porque elas precisam trocar de próteses regularmente para acompanhar o desenvolvimento do rostinho, e uma família que recebe um salário mínimo não consegue arcar com essa despesa. Foi aí que comecei a tentar chamar a atenção de algum político para criar uma lei para isso e para unificar o reconhecimento da deficiência em todo o país", afirma.
0 comments
0 comments