Como é a sua relação com o glúten? Seja como for, o mercado movimenta bilhões e bilhões de reais mundo afora com a oferta de produtos sem glúten. E pessoas com doença celíaca (uma doença autoimune séria que te dá razões reais para não comê-lo) não representam o total de consumidores que declaram ter necessidade desses produtos. Mas faz sentido retirá-lo dos nossos cardápios mesmo? É comum que o selo "sem glúten" esteja popularmente associado a uma ideia de alimentos saudáveis e pouco calóricos - o que nem sempre corresponde à realidade. Aliás, a Associação Brasileira de Nutrologia declarou-se desde 2017 contra a ideia de uma dieta restritiva em glúten para fins de emagrecimento, por exemplo. E também relatou que a prática pode até mesmo ser um empecilho para a saúde de quem não precisa eliminá-lo do prato. Isso sem falar que emagrecer com foco em restrição é receita para frustração.
1 comment
1 comment