_Sempre que a questão da beleza relacionada à maquiagem é colocada em pauta para mim, o conflito entre o prazer de me sentir empoderada com maquiagem e o prazer de me sentir poderosa por me recusar a usar maquiagem também se coloca. Todas as tentativas de se libertar das amarras sociais relacionadas à maquiagem parecem nos aprisionar ainda mais quando recorremos a verdades absolutas sobre o que é positivo e negativo em relação à pintura facial._ _Reflexões como as do link abaixo nos ajudam a encarar diferentes perspectivas em relação a nossa beleza e destacam um fato curioso: se os homens impõem tantos tabus sobre o uso da maquiagem e as mulheres estão ousando cada vez mais nas cores, brilhos e efeitos, por que o estigma de que nos pintamos para agradar aos homens permanece? É claro que ela tem o potencial de nos enquadrar nos padrões de beleza, mas independente do que é esperado, a maquiagem, assim como as roupas e acessórios, são uma expressão da nossa feminilidade, e quando a utilizamos para nos sentir mais bonitas, mas buscando a nossa beleza individual, fruto dos nossos gostos pessoais, estéticos e artísticos, podemos transformar a maquiagem em uma ferramenta de empoderamento e libertação._
0 comments
0 comments