Que besteira, presidente! Que diferença faz - ou deveria fazer - se determinado Ministro da Suprema Corte é ou não é evangélico, Bolsonaro? Repense suas palavras. O Brasil não precisa de religiosos nos tribunais. Precisa, na verdade, de verdadeiros juristas que se preocupem em aplicar a lei; não em satisfazer ideologias políticas, crenças religiosas, ou outras coisas não republicanas. Segue o infeliz trecho dito por nosso representante maior no Executivo: “Com todo respeito ao Supremo Tribunal Federal, eu pergunto: existe algum, entre os 11 ministros do Supremo, evangélico? Cristão assumido? Não me venha a imprensa dizer que eu quero misturar a Justiça com religião. Todos nós temos uma religião ou não temos. E respeitamos, um tem que respeitar o outro. Será que não está na hora de termos um ministro no Supremo Tribunal Federal evangélico?”, disse. Bola fora, presidente.
0 comments
0 comments