Era digital e mundo tecnológico, desenvolvimento de sistemas, análise de dados e tomadas de decisões. Cotidianamente acompanhamos infinitas atualizações, cujas funcionalidades são o aprimoramento das tecnologias e a expansão de suas fronteiras tecnológicas. Caminhamos continuamente visando ultrapassar os limites técnicos que caracterizam o presente. Nesse contexto, ocorre a chamada obsolescência programada. Schumpeter (1911) ao teorizar sobre inovação, destruição criadora e desenvolvimento rompeu com os limites da Teoria Clássica e vislumbrou a sistemática que conduziria o mundo contemporâneo. E assim chegam as tecnologias inovando a produção de bens e serviços, surge também a economia disruptiva, apresentada por Clayton Christensen em 1997, em seu livro The Innovator´s Dilemma. O serviço bancário não fica para trás, já que a automação financeira também o caracteriza. O mundo globalizado e integrado, em termos financeiros, para a promoção do fluxo de capital, a cada dia mais eficiente. O surgimento das criptomoedas. Constatamos que a tecnologia veio para ficar, e já somos totalmente dependentes delas, e confiamos em sua segurança na realização de nossas transações financeiras. Confiamos nesse mundo virtual, que hospeda novos mercados. Esperamos que, de fato, ele seja, a cada dia mais seguro.
0 comments
0 comments