E o Senado resolver trabalhar até mais tarde. Nem parece o Brasil, não é?! Risos. Acontecimentos semelhantes têm sido notificados com mais frequência depois das eleições de 2014, quando a população brasileira, em maior parte, chamou para si a responsabilidade de acompanhar e fiscalizar a política e seus agentes. No caso em tela, chama a atenção que o Senado Federal brasileiro não tem o costume de fazer sessões de votação às segundas-feiras, mas abriu uma exceção tendo em vista que consideraram a pauta importante. E de fato é, em minha opinião. A MP editada pelo Presidente Jair Bolsonaro, enquanto instrumento legislativo editado pelo Executivo, tem uma duração de 120 dias, necessitando de votação no Poder Legislativo (que possui como função precípua o ato de legislar) para que possa ser convertida em uma Lei Ordinária. Parece ser uma boa iniciativa do Governo que visa coibir fraudes na previdência e, com isso, cortar gastos a longo prazo.
0 comments
0 comments