_Já faz um tempo que antigas convenções sociais de vestimenta estão entrando em desuso e o que é considerado chiq, elegante e sofisticado não depende mais do tipo de peça em si, mas da forma como se estiliza o look. O império do terninho básico no mundo corporativo, ainda que longe de chegar ao fim, já começa a dar sinais de ruína, especialmente nos últimos anos. As pessoas estão cada vez mais interessadas em expressar sua individualidade através das roupas, e a ideia de usar um terno sem graça como uma espécie de uniforme não cola mais nem em algumas das corporações mais tradicionais._ _Apesar de para as mulheres a opção além do terninho ser variada, as marcas estão começando a investir em alternativas não apenas para dar destaque ao terno, mas também para criar um look elegante livre de paletó e gravata. Para quem trabalha em um ambiente despojado, a combinação de um terno colorido ou estampado com outras peças mais casuais eleva a qualidade do look, já quem trabalha nos ambientes menos flexíveis, a abolição total do terno ou o uso de modelos ousados combinados com peças clássicas de alfaiataria são uma ótima maneira de brincar com essa tendência._
0 comments
0 comments