Fernando Henrique Cardoso tem peso e relevância histórica neste país, apesar das inúmeras críticas (algumas justas e outras injustas) sobre seu governo. Para ele, não há razão que justifique eventual prejuízo à continuação da Operação Lava Jato, afinal não há, nas conversas divulgadas, nada que demonstre inocência de Lula. Quanto à culpabilidade de Lula, concordo. Lado outro, peço vênia para discordar do Ex-Presidente quanto às eventuais repercussões à mais famosa operação da história da Policia Federal. O problema todo é que as conversas de Moro com Deltan demonstram uma certa "ajuda" do órgão julgador ao órgão acusador. E isso é mais do que inviável: é expressamente proibido pela Constituição da República de 1988. "Ah, mas o magistrado tentou fazer justiça!" Olha, até concordo..., MAS do ponto de vista objetivo da lei, isso não importa. Ele errou. Ponto. E, infelizmente, muito trabalho pode ser jogado por água abaixo.
0 comments
0 comments