É difícil em tempos de radicalismos ideológicos tratar de qualquer questão com boa dose de racionalidade. Imagine "aceitar" alguém concordar em parte com a Carta Capital e não ser petista? Ou defender Moro um pouco e não ser apoiador do PSL? Neste caso que envolve as mensagens vazadas do celular de Sérgio Moro, já postei minha opinião demasiadas vezes. Porém, ainda assim, sou tido como "isentão". E sabe por quê? Porque não acho que o ex magistrado agiu corretamente, mas, ao mesmo, também considero que há certa histeria da esquerda em chamá-lo de bandido ou bradar "Moro na Cadeia". Eu que tantas vezes fui chamado de "Bolsominion" por petistas, e de "Petista" por Bolsominions, sigo tentando não agradar a opinião de meus concidadãos, mas sim manter minha coerência. Sigamos.
0 comments
0 comments