Nunca antes na história deste país, ou do mundo, houve tantas pessoas gordas. Segundo a pesquisa feita em 2017 pela Vigitel (Vigilância de Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) do Ministério da Saúde, 18,9% dos adultos que vivem nas capitais brasileiras estão obesos. Considerando as pessoas com sobrepeso (acima de 25 kg/m²), o número vai para 54%. Mas isso não necessariamente quer dizer que ser gordo não é saudável. Nem o contrário: a gente sabe muito bem que a magreza não é sinal nenhum de saúde. Mesmo assim, no dia a dia pessoas gordas são alvo de preconceito e prescrições questionáveis, inclusive de profissionais de saúde, que recomendam cirurgias bariátricas apenas para se perder alguns quilos. Enquanto a OMS (Organização Mundial da Saúde) considera pessoas com IMC (Índice de Massa Corporal) acima de 30 kg/m² portadoras de uma doença crônica, há grupos que lutam pela despatologização do corpo gordo.
2 comments
2 comments