Novo e PSL mais uma vez contra o povo. Durante a votação do projeto de lei (PL 2788/2019) que estabelece as regras de responsabilidade social do empreendedor, fortalecido a partir das necessidades das populações atingidas pelas barragens da Vale nos últimos anos, a maior parte dos congressistas se solidarizou com a pauta ou sentiu a pressão de toda a população brasileira que se comoveu com as terríveis consequências dos crimes no interior de Minas Gerais, tendo o último, em Brumadinho, deixado mais de 240 pessoas mortas. Dentre os que votaram contra o projeto, fazendo a sua parte de defesa dos empresários está boa parte do PSL, de Jair Bolsonaro, menos a bancada mineira, que aparentemente sentiu mais de perto os impactos dos acidentes, e o partido Novo por completo, que como cita a reportagem, está se tornando um PSL Personnalité, por defender com mais afinco que os próprios governistas, as pautas conservadoras vinculadas à Bolsonaro.
0 comments
0 comments