=Os fundamentos da oferta e da demanda= “Uma das melhores maneiras de perceber a relevância da economia é começar pelos fundamentos da oferta e da demanda. A análise da oferta e da demanda é uma ferramenta essencial e poderosa que pode ser aplicada a uma ampla variedade de questões interessantes e importantes.” (PINDYCK, Robert; RUBINFELD, Daniel, 2014). Os fluxos de bens e serviços são determinados em sua maioria pelo equilíbrio entre as forças de oferta e demanda nos mercados. Deve-se ter em mente, que essas forças garantem a alocação da produção, uma vez que se tratam de bens e serviços escassos. A teoria econômica apresenta a lei da oferta (relação direta entre preço de oferta e quantidade ofertada) e da demanda (relação inversa entre o preço e a sua quantidade demandada), como marco teórico fundamental da economia de mercado, aplicável nos mercados, competitivos e não competitivos, ao evidenciarem os mecanismos de mercado, conforme explicitado abaixo, _“Não havendo intervenção governamental (por exemplo, por meio da imposição de controles de preços ou qualquer outra política de regulamentação), a oferta e a demanda de uma mercadoria entrarão em equilíbrio, determinando o preço de mercado, bem como a quantidade produzida. Tal preço e tal quantidade dependerão das características específicas da oferta e da demanda. As variações do preço e da quantidade ao longo do tempo dependem de como a oferta e a demanda reagem a outras variáveis econômicas, como a atividade econômica agregada e os custos da mão de obra, que também podem estar sofrendo alterações. Poderemos, então, dar início ao uso das curvas de oferta e demanda para compreender diversos fenômenos — por exemplo, a causa da contínua queda no preço de algumas commodities durante longos períodos, enquanto os preços de outras mercadorias sofreram apenas flutuações passageiras; por que ocorre escassez de mercadorias em determinados mercados; e a razão pela qual o anúncio de planos para políticas governamentais futuras ou as previsões a respeito de condições econômicas podem afetar mercados muito antes de tais políticas ou condições se tornarem realidade.” (PINDYCK, Robert; RUBINFELD, Daniel. 2014)._ __ Em síntese, há ampla defesa da economia de mercado, pelos defensores do Capitalismo, no que tange a capacidade de geração de produto em grandes escalas, ou seja, são gerados muitos excedentes de produção, o que em tese, garantiria bens e serviços, de modo crescente, aos agentes econômicos, eficientemente. Na prática, existem externalidades negativas resultantes desse modo de produção, que deve ser alvo de intervenções no sentido de mitigá-las. Variáveis que afetam a oferta (além do preço do bem e serviço) • Custos de produção • Inovação tecnológica/ investimentos Variáveis que afetam a demanda (além do preço do bem e serviço) • Renda • Preço dos bens substitutos e complementares PINDYCK, Robert; RUBINFELD, Daniel. Produtores, consumidores e mercados competitivos. In: PINDYCK, ROBERT ; RUBINFELD, DANIEL. MICROECONOMIA. SÃO PAULO: PEARSON, 2013.
0 comments
0 comments