Aviões são meio de transporte bastante poluentes: consomem e emitem grandes quantidades de combustível, fazem muito ruído Agora, sabe-se de outra perturbação: os rastros no céu. Mas como assim? Eles têm um impacto maior no clima do que os gases do efeito estufa que saem das turbinas. Segundo um estudo publicado na Atmospheric Chemistry and Physics, o aquecimento provocado por essas nuvens artificiais terá triplicado em 2050. Os contrails (trilhas ou esteiras de condensação) se formam após a passagem das aeronaves. A interação entre as partículas emitidas pelos motores e o ar (que se condensa) formam as nuvens. Como os aviões voam na troposfera, em elevada altitude, a umidade se torna cristais de gelo. E quando o avião passa, se agrupam em torno das partículas de carbono negro e passam ao estado gasoso. Formam-se assim cirros artificiais que são indistinguíveis dos naturais. E essas nuvens estão contribuindo mais para as mudanças climáticas no planeta do que os próprios gases do efeito estufa emitidos pelos motores das aeronave!
0 comments
0 comments