A luz elétrica é responsável por 5% do efeito estufa. Seria possível fazê-la mais eficiente e menos poluente? Um físico belga estudou na América Central o órgão luminoso que faz os vagalumes brilharem, para recriar a mesma estrutura com lâmpadas LED. Ele observou que esse animal tem um órgão sob o abdômen onde a luz brilha através do exoesqueleto. São estruturas feito escamas, como um telhado de fábrica. O físico emulou essa estrutura para criar luzes de LED mais fortes, com aumento do brilho de 50% da extração de luz. Confira no vídeo a história mais detalhada!
0 comments
0 comments