De fato, foi amplamente divulgado pela via política a necessidade de uma Reforma Trabalhista, que segundo a situação viria modernizar (o marco regulatório) e promover a geração de emprego, haja vista que argumentaram no sentido de “facilitarem a contratação de um trabalhador”. Desde a aprovação do texto dessa reforma, a taxa de desemprego segue crescente. Constatamos na prática o discurso falacioso utilizado para endossar a necessidade dessa pauta. Recentemente o país foi incluído na lista de países sujos da Organização Internacional do Trabalho, em virtude da precarização da relação de trabalho promovida pelo texto aprovado. A questão do trabalho é também uma questão econômica, uma vez que falamos acerca da regulação sobre um fator de produção (terra, capital, trabalho), que determina a dinâmica do mercado de trabalho formal, tanto na compra quanto na venda da força de trabalho envolvida no processo de produção de bens e serviços, na geração de valor e no seu fluxo no mercado de trabalho.
0 comments
0 comments