Os brasileiros compraram, em 2018, mais de 56,6 milhões de caixas de remédios para ansiedade e para dormir. O ano recorde de consumo, no entanto, foi 2015, com 76,2 milhões de caixas vendidas. E psiquiatras relacionam os números elevados com a crise econômica e suas consequências: o medicamento é uma saída mais rápida para o cenário de incerteza e instabilidade da população.
0 comments
0 comments