A princípio, com base na normatização do Banco Central do Brasil, trata-se de uma Instituição independente (fica evidente ao declarar “Queremos tirar o governo da jogada” diz Roberto Campos), haja vista que atua exclusivamente na implantação e implementação das políticas monetárias, assim garantindo a estabilidade da moeda (meio de troca, unidade de conta e reserva de valor) e o controle da inflação da economia. Segundo manchete, observamos que o interesse da instituição na condução de suas políticas é promover a concorrência entre os bancos, mercado de crédito, de modo a promover concorrência no setor, visando a redução do custo (taxa de juros) para os agentes econômicos, ao possibilitar a apresentação de uma garantia (imóvel quitado) na concessão de crédito. Ao atuar nesse sentido a instituição orienta-se nos aspectos microeconômicos, já que a implementação de suas políticos monetárias focam exclusivamente, em essência, a pauta macroeconômica. A disponibilização de rédito a um custo menor, seria de fundamental importância para o país nessa atual conjuntura, pois tenderia a expandir o nível de atividade da economia.
0 comments
0 comments