Eclipses totais do sol não acontecem sempre; apenas a cada 12 meses em algum local do planeta, muitas vezes no meio de oceanos ou em lugares de difícil acesso. O Chile teve o privilégio de observar esse fenômeno na terça-feira passada, 2 de julho, em duas regiões turísticas: Atacama e Coquimbo. A espera foi grande! As reservas nos alojamentos em grandes cidades e pequenos povoados estão esgotadas há meses. Acho que a observação dos céus e do universo nunca foi tão popular! De todos os eclipses que o país andino já presenciou, este é o de maior mobilização. O astrônomo espanhol Miquel Serra Ricart comenta: _"Muitos atos e informação por toda a região próxima à faixa de totalidade, o que demonstra o alto interesse dos chilenos pela astronomia. Espero que este eclipse aumente a conscientização sobre a importância de proteger os céus da poluição e continuar investindo em educação e pesquisa científica."_
0 comments
0 comments