A atividade econômica pode ser classificada por setores, sejam eles primário, secundário e terciário. Ao acompanharmos a evolução do indicador macroeconômico do Produto Interno Bruto PIB devemos levar em consideração que a economia brasileira é dividida em setores, cujo comportamento é em observância à especificidade dos seus mercados. O setor primário (as economias emergentes e subdesenvolvidas são extremamente dependentes das atividades vinculadas a esse setor) é aquele baseado na atividade agrícola, ou seja, na produção de gêneros alimentícios, fornecimento de matéria prima, extrativismo vegetal e mineral (relaciona-se à extração de recursos da natureza). Já o setor secundário é o de transformação, composto pelas atividades industriais e acessórias (maior valor agregado e mais expressivo nas economias centrais). Por fim, o setor terciário (cujo desempenho é extremamente dependente da renda gerada nos demais setores) sendo formado por empresas prestadoras de serviços e pelo comércio de bens/ produtos. Atualmente é válido ressaltar que o desenvolvimento tecnológico ofertado por esse setor, possui elevado valor agregado, e tem alavancado todos os demais a partir de grandes inovações.
0 comments
0 comments