Astronomia também é política. E em época de Guerra Fria, era mais ainda. Ainda hoje sentimos reflexos da corrida tecnológica daquele período, com os principais participantes, à época, sendo Estados Unidos e União Soviética. Em 2019 comemoramos os 50 anos de uma "vitória" norte americana, que mais tarde se tornaria uma vitória da humanidade. Hoje a corrida espacial, embora instigue menos rivalidades e propagandas, ainda existe. Deixamos também de focar nossos olhares à lua para vislumbrar ainda melhor o vasto horizonte universal. As agencias especiais americana, européia e mesmo algumas asiáticas têm contribuído muito para o avanço no setor. O uso político é menor, mas persiste. Ou vocês acham que o Ocidente e o modelo capitalista deixarão que outros pisem em marte primeiro?
0 comments
0 comments