A regulação de dados pessoais na internet (e também fora dela) está carente de marcos legais no mundo todo. Como o processo de evolução das mídias digitais acontece muito rápido, fica difícil para o processo legislativo se manter atualizado. No Brasil tivemos avanços significativos desde o Marco Civil da Internet, mas a criação de uma Agência para a proteção de dados, em uma visão esperançosa, vai ajudar bastante no controle do que acontece com nossas pegadas digitais. Nos últimos anos passamos a ver o uso de informações sendo usadas para além da venda de publicidade, que por si só já é um assunto contencioso. Quando entramos nos potenciais impactos políticos que esse tipo de coleta e tratamento de dados ainda pode ter, a situação fica perigosamente distópica, e quanto mais recursos tivermos para nos resguardar dessa possibilidade, melhor.
0 comments
0 comments