O cãozinho Campeão não precisou esperar a justiça divina para ver quem o maltratou pagar pelo que fez. O vira-lata foi o primeiro animal na América Latina a assistir como vítima de maus-tratos ao julgamento de sua ex-dona. Em 2017, quando ainda se chamava Tyson, foi amarrado com uma corda que afundou na carne de seu pescoço. Também estava desnutrido, magro e coberto de pulgas. Essa era sua vida com sua ex-dona, que foi denunciada por uma ativista e pelos irmãos por maus-tratos. Na Costa Rica, em 2018, foi promulgada uma lei que sanciona os maus-tratos contra animais com penas de até três anos de prisão. Campeão seguiu as ordens de um tribunal, com exceção de um pequeno latido, se comportou muito bem na sala do tribunal, que estava cheia de pessoas que foram apoiar a vítima.
0 comments
0 comments