Ludmilla sofre homofobia após namorada postar foto em rede social! Não é fácil para nenhum LGBTQ+, nem mesmo para as famosas, afortunadas e embelezadas como Ludmilla e sua namorada Brunna! A namorada da voz de "É Hoje!" postou uma foto onde a cantora está deitada na cama lendo a Bíblia, com a legenda: Fui apagar a luz e vi essa cena linda, meu bebê deitada lendo a Bíblia, eu amo tanto.. sou muito abençoada!”, se derreteu a dançarina. Uma seguidora, então, comentou: “Deus abençoe a união, a parceria e amor de vocês. Linda!” Pouco bastou para aparecer todo o tipo de comentário... E obviamente, no meio deles, comentários de cristãos homofóbicos. “Como Deus pode abençoar esse casal? Isso é abominável”, escreveu a hater, em um comentário já deletado depois do pisão que a cantora de "Cheguei" deu nela: “O Diabo não foi expulso do céu porque bebeu, se prostituiu, porque usou drogas, ou era gay. Ele caiu pelo seu próprio orgulho, caiu pela soberba em se achar melhor que Deus”, afirmou Lud. “Essa geração está equivocada. Condenam as pessoas que fraquejam. Se acham maiores espiritualmente que todos porque frequentam igrejas, se acham mais santos que o Espírito Santo. “Acreditam que pecado é só beber, se prostituir, usar drogas, entre outros. Mas se esquecem que o orgulho transformou anjo em demônio e homem em bicho”, explicou. “Pior do que cair e ser exposto como alguém que fraquejou é viver caído pela própria soberba e orgulho de se achar único e sem pecado. HIPÓCRITAS.” Jesus.. O textão foi tão grande que fiquei até tonto aqui. Depois desse comentário, vários internautas saíram em defesa de Lud! Uma delas comentou: “É triste quando alguém não consegue aceitar a felicidade do outro, é triste ver pessoas frequentando igrejas mas não tirando nada bom disso, não perceberem a verdadeira mensagem por trás das histórias. Grande resposta!”, Infelizmente, não é a primeira vez que a cantoar passa por esse tipo de coisa. Ela revelou que após abrir sobre seu relacionamento com sua danaçrina Brunna, perdeu vários contratos. “É muito ruim viver escondendo quem você realmente é, vivi por muito tempo essa angústia. Já sou uma pessoa que carrega uma mochila lotada de preconceitos. Negra, funkeira, periférica e bissexual”, explicou. “Apareceram várias pessoas querendo fazer comerciais, dar patrocínios, mas também perdi contratos. Mas estamos realizadas em viver o que sempre sonhamos, sem precisar nos esconder”. É triste, mas é dando a cara a tapa e batendo de frente com esse povo que se ganha a luta. Ninguém ganha direitos e respeito apenas abaixando a cabeça e aceitando a imposição dos outros! E a história de Stonewall fala bem disso! É isso aí, Lud!
0 comments
0 comments