Quem visita o Observatório Europeu do Sul (ESO) no deserto do Atacama, Chile, tem uma das visões mais privilegiadas do céu do mundo. Sem interferência de poluição atmosférica ou visual. E às vezes sem a necessidade de usar sofisticados instrumentos astronômicos do para ver imagens impressionantes do espaço à nossa volta. A foto de capa desta reportagem é uma incrível foto da Via Láctea do Observatório Paranal, onde há um conjunto de telescópios, como o Very Large Telescope (VLT) e quatro outros auxiliares: o Very Large Telescope Interferometer (VLTI). No entanto, a foto foi batida a olho nu! Impressionante!
0 comments
0 comments