Um poderoso e novo telescópio ao cume de um vulcão havaiano — Thirty Meter Telescope (TMT) — pretende estudar as galáxias mais distantes e como elas evoluem ao longo do tempo em diferentes ambientes no universo. Acontece que o vulcão Mauna Kea é, para alguns nativos, um local sagrado e que não está sujeito a obras. No entanto, Roy Gal, um dos astrônomos do projeto, afirma que o vulcão tem as condições ideais para ver o cosmos; além de prometer levar centenas de empregos e incentivar a ciência e a economia. Essa situação tem dividido a comunidade, chegando ao ponto de manifestações no canteiro da obra do telescópio. Kealoha Pisciotta, presidente do Mauna Kea Anaina Hou, um dos principais grupos que se opõem ao TMT, diz: _“O vulcão é um templo para os havaianos, oferecendo uma conexão entre "criação e criador. Ele contém alguns dos nossos ancestrais mais amados e mais reverenciados. É um símbolo de paz.”_ E você, qual acha que é o limite da ciência e da cultura local?
0 comments
0 comments