Conforme expresso na ata do Comitê de Política Monetária COPOM, a estimativa da autoridade monetária nacional (Banco Central do Brasil BACEN) é de o Produto Interno Bruto PIB deve ficar estável ou apresentar ligeiro crescimento no segundo trimestre. Segundo nota técnica, os seguintes trimestres serão influenciados pelas políticas de saques de recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço FGTS e PIS/ PASEP. Ainda de acordo com o documento, ainda há espaço para “ajuste adicional” nos juros básicos da economia, ou seja, a Instituição sinalizou que tende a manter a implementação de uma política monetária expansionista (a taxa Selic tende reduzir mais). É válido ressaltar que a continuidade da implementação dessa política será totalmente em observância à evolução da atividade econômica, do balanço de riscos e das projeções e expectativas de inflação. Em suma, busca-se alavancar a economia no curto prazo, sem pressionar a inflação além de meta, ou seja, uma expansão limitada pela à capacidade ociosa da economia.
0 comments
0 comments